Incêndio News

 

Incêndio em shopping em Kemerovo (Foto: Ministério de Emergências da Rússia/Reuters)

Pelo menos 37 pessoas morreram neste domingo (25) em um incêndio em um shopping em Kemerovo, cidade industrial na Sibéria ocidental, 3.600 km distante de Moscou, afirmou a agência de notícias oficial russa TASS.

O balanço anterior das autoridades citava cinco mortos, inclusive uma criança, e cerca de 30 feridos.

O incêndio teve início em uma sala de cinema e forçou a evacuação de centenas de pessoas do shopping, que, além do cinema e das lojas, conta com uma sauna, restaurantes e um boliche.

Mais de 210 bombeiros e 48 veículos participaram nos trabalhos de extinção do fogo, que se propagou por uma superfície de 500 metros quadrados. As causas do incêndio estão sendo investigadas.

Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/incendio-em-shopping-na-russia-deixa-mortos.ghtml.

Moradores conseguiram controlar as chamas por meio de baldes e mangueiras

 

Um incêndio atingiu na manhã desta terça-feira, 20, o restaurante Buda Beach, localizado em Morro de São Paulo, no município de Cairu.

Segundo informações do Posto da Polícia Militar da localidade, o fogo começou a se alastrar pelo estabelecimento por volta das 10h, e foi contido pelos próprios moradores, que utilizaram baldes e mangueiras para controlar as chamas.

Ainda de acordo com a polícia, a suspeita é que o incêndio foi causado por um curto-circuito, mas a informação só será confirmada após a perícia no local. O restaurante, que possui estrutura de madeira, está situado na Segunda Praia de Morro, uma das mais movimentadas da região.

As chamas foram debeladas por volta das 11h e não houve feridos. Ainda não há informações sobre os prejuízos causados.

A Prefeitura Municipal de Cairu informou, em nota, que "possui um procedimento criado com base nas portarias de segurança contra incêndio e pânico para concessão ou renovação do Alvará de Funcionamento (Portarias N.4 e N.5 de 2017), porém nem todos os empresários se adequaram às exigências do documento".

O órgão informou ainda que o Corpo de Bombeiros da Bahia esteve recentemente em Morro durante uma visita técnica e vistoria. "A corporação pretende fazer um treinamento básico de combate a incêndios e primeiros socorros com os moradores, assim como pretende instalar um subgrupamento de bombeiros no local", ressalta.

 

Fonte: http://atarde.uol.com.br/bahia/noticias/1944499-incendio-atinge-restaurante-em-morro-de-sao-paulo

 

Foto: /Foto: Rogério Marques/OVale


R$ 2,2 milhões mais cerca de R$ 1,5 milhão e contando... A novela Cine Teatro Benedito Alves, de São José, parece longe do final feliz. Em visita ao local na manhã de segunda-feira (12), OVALE constatou - junto a FCCR (Fundação Cultural Cassiano Ricardo) - equívocos de projeto que impossibilitaram, até o momento, o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) e, portanto, a reabertura definitiva da casa.

"Quando as obras locais foram iniciadas, existia alguns requisitos exigidos pelos Bombeiros, que não foram atendidos. O principal é o extrator de fumaça e o pullman (cadeiras localizadas no mezanino)", afirmou André Cardoso, diretor administrativo da FCCR.

Duas licitações foram realizadas no ano passado para resolver o problema do extrator. Sem sucesso. "Havia muitos questionamentos por parte das empresas. Então tivemos de contratar um projeto básico executivo. Mas, ao longo da produção deste, surgiu nova situação: o duto, além de ter determinada altura, deve fazer a menor quantidade de curvas possível ao longo do percurso, para não tirar o potencial de extração. Dessa forma, ele deveria passar onde hoje passa a rede elétrica", afirmou o diretor.

Ou seja, a rede elétrica terá de ser deslocada. "O que era um projeto simples, tornou-se complicado em razão de toda a estrutura do projeto".

Segundo Cardoso, ainda está sendo resolvido o guarda-corpo do mezanino (devido a inclinação das cadeiras, no novo projeto perde-se 15cm do espaço atual); a madeira do palco e a cortina (devem estar ignifugadas - com produto que retarda as chamas em caso de incêndio) e a readequação de alguns disjuntores."Hoje, se ligarmos a capacidade total do teatro na rede existente, teremos sérios problemas", alertou o diretor.

Faltam também o projeto de colocação do ar condicionado e, de acordo com a nova gestão da FCCR, será preciso rever o espaço reservado ao café - no caminho de onde passaria cenários e figurinos de peças que se apresentariam no local - e o alçapão que leva a lateral do palco - muito pesada para que seja usada ao longo de uma apresentação.

reabertura?

Mas afinal, se há tantos problemas, por que o teatro foi reaberto em 2016? "Nossa proposta era fazermos ajustes no meio do caminho", explicou Alcemir Palma, ex-presidente da FCCR. "Tivemos o cuidado de, em todo evento, colocar mais brigadistas no local, levar mais extintores. O tempo todo nos preocupamos com a segurança dos presentes", continuou.

Ainda segundo ele, o projeto do "Centro Vivo", do governo Carlinhos Almeida (PT), afetou o projeto elétrico inicial feito para o teatro, e os dutos extratores de fumaça, de fato, era uma exigência cuja licitação, feita durante sua gestão, também não obteve sucesso, ficando assim para o ano seguinte.

"O ar condicionado tinha um alto custo, então teríamos de fazê-lo posteriormente. Já havíamos aberto licitação para o café - mas não houve proponente - e no nosso ponto de vista, não atrapalharia a passagem, uma vez que teríamos cerca de duas peças por mês", disse ele que defende a reabertura do local. "A gestão atual poderia abrir a galeria, por exemplo, para um número determinado de visitantes. Torço, inclusive, por isso".

"Esse é um projeto complicado, tivemos de fazer várias adequações, não há, por exemplo, fundo de palco. A grosso modo, se não fosse um prédio histórico, teria sido mais fácil derrubar tudo e construir de novo", cravou.

A nova expectativa é de que a casa seja reaberta no final deste ano. Ainda há em caixa R$ 500 mil para as obras.


Fonte: http://www.ovale.com.br/_conteudo/2018/03/viver/34020-cine-teatro-benedito-alves-gastara-mais-dinheiro-com-readequacoes.html#.WqgLMLDlCUM.whatsapp

O incêndio em uma fábrica de plásticos descartáveis em Içara, que começou no início da tarde de domingo (11), durou até a madrugada desta segunda-feira (12) envolvendo as corporações de sete cidades da região nos trabalhos de combate, conforme os bombeiros. Ninguém ficou ferido. Uma perícia é feita pela manhã para descobrir as causas.

Os bombeiros foram acionados por volta das 15h na fábrica matriz da empresa Cristalcopo Descartáveis, no Centro da cidade, e o rescaldo foi até as 2h30.

As chamas começaram no estoque da empresa. Os cinco galpões do local incendiaram rapidamente, já que o material era altamente inflamável. A fumaça negra podia ser vistas de municípios vizinhos do Sul do estado, como Forquilhinha, Cocal do Sul e Criciúma.

Chamas atingem fábrica de copos em Içara, no Sul de SC (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)


Ainda segundo os bombeiros, dois funcionários estavam trabalhando quando as chamas começaram, mas conseguiram sair do prédio sem ferimentos.

Segundo o presidente da empresa Cristalcopo Descartáveis, Anselmo Freitas, a unidade tinha seguro e agora a maior preocupação é conseguir suprir a demanda em uma das outras fábricas da companhia.

"A produção ali é de materiais em poliestireno. Nós temos alguns clientes, rede de fast food, indústrias, que dependem deste material. Vamos correr atrás da reposição", disse Freitas.

Freitas informou que ainda não há detalhes sobre como ocorreu o acidente. Os dois funcionários devem colaborar com a perícia, já que no domingo estavam se recuperando do susto.


Bombeiros tentam apagar incêndio em fábrica de copos em Içara (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

 

Fonte: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/apos-12-horas-de-trabalho-bombeiros-combatem-incendio-que-atingiu-fabrica-de-plasticos-em-icara.ghtml

Segundo Corpo de Bombeiros, chamas tiveram início por volta das 14h15. Não há registro de vítimas; local seria uma indústria de plásticos.

 

Um incêndio de grandes proporções atingia um galpão, na tarde desta segunda-feira (20), na Avenida Venturosa, no bairro de Jardim Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, informou o Corpo de Bombeiros. Segundo a corporação, não há ainda registro de vítimas. No local funcionaria uma indústria de plásticos. Às 16h25, o fogo já estava em fase de rescaldo.


Segundo os bombeiros, o fogo teve início por volta das 14h15. Às 15h, havia fumaça preta, que indica que há fogo no local, alta, que prejudicava a visão dos motoristas que trafegavam pela Rodovia Presidente Dutra, próxima ao galpão.

Ainda segundo a corporação, por volta das 15h30, 25 veículos da corporação estavam empenhados no combate às chamas, com um total de 70 bombeiros trabalhando na operação. No horário, não havia informações sobre a causa do incêndio.

Incêndio em galpão em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

Incêndio em galpão em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

Incêndio em galpão em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

Incêndio em galpão em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

http://s2.glbimg.com/lreIKdfyel9RaTA6ARzdBgo1E80=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/06/20/g1min_35.jpg

Incêndio em galpão em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

http://s2.glbimg.com/SZ-3mo3Kfyb9L0wm9o5LTLtI-hs=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/06/20/untitled-5.jpg

Fumaça prejudica visão na Rodovia Presidente Dutra (Foto: Reprodução/TV Globo)

http://s2.glbimg.com/ZgUplgh1w3lH2ObnIT62PW-DYtY=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/06/20/untitled-3.jpg

Incêndio atingia galpão, na tarde desta segunda-feira (20), em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

 

Fonte: <http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/06/incendio-atinge-galpao-em-guarulhos-na-grande-sp.html>. Acesso em 21/06/2016.

Contato

Telefone:
(12) 3354-0193


E-mail:
robson@acsincendio.com

Newsletter







Publicidade

Siga-nos!

FacebookTwitter

Engenheiro Robson

(12) 9 9726-3103

robson@acsincendio.com

Contato Escritório

(12) 3354-0193

www.acsincendio.com

Engenheiro Custódio

(12) 9 9768-7089

custodioacs@terra.com.br